Participa nas Assembleias de Freguesia da Charneca de Caparica !

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Marinho Pinto reeleito com maioria absoluta


Recordando :


Marinho e Pinto envia missiva de união aos advogados
22-Nov-2010
Recandidato a bastonário da Ordem dos Advogados dirige duas missivas, uma aos votantes do Norte, outra aos da comarca de Lisboa.

Aos colegas de Lisboa
Caro(a) Colega
É já na próxima 6ª feira que se vão realizar as eleições para os titulares dos vários órgãos da nossa Ordem. Por isso, venho alertá-lo para que o seu voto não permita o que sucedeu há três anos. Venho pedir-lhe que vote em coerência no projecto da Lista C para Bastonário/Conselho Geral e Conselho Distrital de Lisboa (Dr. Jerónimo Martins) mas também na Lista P para o Conselho Superior e Lista O para o Conselho de Deontologia de Lisboa.
É necessário eleger para os órgãos distritais pessoas que sejam institucionalmente solidárias com os órgãos nacionais escolhidos democraticamente pelos Advogados portugueses e não pessoas que estejam empenhadas em sabotar a acção de outros órgãos e em impedir o Bastonário eleito de realizar o programa sufragado nas eleições. É necessário que à frente do CDL estejam pessoas que aceitem os resultados eleitorais e não que tentem derrubar o Bastonário democraticamente escolhido pelos Advogados Portugueses.
É necessário que no Conselho Distrital de Lisboa estejam pessoas que, em conjunto com o Bastonário e o Conselho Geral, defendam os interesses dos Advogados e lutem contra a desjudicialização da justiça e não pessoas que estejam mais interessadas em agradar publicamente aos magistrados.
É necessário que à frente do CDL estejam pessoas que ajudem o Bastonário e o CG a lutarem contra a massificação da Advocacia e não que boicotem essa luta devido aos interesses instalados em torno da formação. Enfim, pessoas preocupadas com os problemas e as dificuldades de todos os Advogados e não apenas com os interesses dos grandes escritórios.
Apelo sobretudo aos jovens Advogados de Lisboa para a necessidade de defender as reformas efectuadas no sistema de apoio judiciário, nomeadamente, que as nomeações de Advogados sejam efectuadas pela OA e não por magistrados,
polícias ou funcionários judiciais; que não haja compadrios ou favoritismos nessas nomeações; que as despesas sejam homologadas pela OA e não pelos juízes; que só os Advogados possam prestar apoio judiciário (e não também estagiários ou mesmo funcionários judiciais como acontecia não há muito tempo).
Por outro lado, é necessário que no Conselho de Deontologia de Lisboa estejam pessoas que cumpram as funções para que se candidatam e não que as entreguem a outros Advogados para, remuneradamente, o fazerem e, sobretudo, pessoas que estejam mais empenhadas em exercerem as suas obrigações do que em fazer oposição ao Bastonário e ao Conselho Geral.
Advocatus
http://www.advocatus.pt Produzido em Joomla! Criado em: 29 November, 2010, 00:03
É também necessário que o supremo órgão jurisdicional da OA, o Conselho Superior, seja composto por pessoas que estejam mais empenhadas em exercerem o seu múnus jurisdicional do que em perseguir o Bastonário e em tentar exercer ilegalmente as suas competências, como aconteceu com o actual conselho Superior, metade do qual, aliás, se recandidata na lista promovida pelos Conselhos Distritais.
É imperioso que os vários órgãos eleitos não tentem usurpar as competências de outros órgãos e, sobretudo, não gastem mais do que as receitas que lhes são atribuídas pelo nosso Estatuto.
É preciso pôr cobro à espiral gastadora no CDL que, só nos mandatos dos Bastonários José Miguel Júdice e Rogério Alves (2002-2008), fez com que as despesas com remunerações dos seus funcionários crescessem 92%. De salientar que só nos dois primeiros anos do meu mandato o CDL gastou em vencimentos e honorários mais de 4.700.000,00 € (quatro milhões e setecentos mil euros).
As receitas da OA são divididas em partes iguais entre o Conselho Geral (que paga as despesas dos serviços centrais, bem como as do Conselho Superior e as de dez comissões e institutos) e os Conselhos Distritais (que suportam as despesas dos respectivos Conselhos de Deontologia e das Delegações da respectiva área geográfica). Por isso cada órgão da OA não pode gastar mais do que as receitas que o EOA lhe destina. As despesas ordinárias de cada órgão têm de ser cobertas com as respectivas receitas ordinárias e não com verbas que o EOA atribui a outros órgãos.
Temos de optar claramente entre sustar a espiral gastadora dos Conselhos Distritais, que só nos últimos cinco anos gastaram mais de 24.000.000,00 € (vinte e quatro milhões de euros) só com vencimentos e honorários, ou então continuar a alimentar esse despesismo, para o que seremos obrigados a aumentar as quotas e eliminar alguns dos benefícios proporcionados gratuitamente aos Advogados, tais como o seguro profissional e os certificados digitais, entre outros.
Por nós, já optámos claramente em sustar essa espiral gastadora e continuar com o processo de saneamento
financeiro da OA. Mas para tal precisamos do seu apoio.
Por tudo isso, venho apelar ao seu voto na lista C para Bastonário e Conselho Geral (que lidero) e também na Lista C para o CDL encabeçada pelo Dr. Jerónimo Martins. Apelo também ao seu voto na lista P para o Conselho Superior encabeçada pela Dra. Isabel Duarte e na Lista O para o Conselho de Deontologia de Lisboa, encabeçada pelo Dr. Mário Alcobia Oleiro.
É preciso eleger para os vários órgãos da OA pessoas que respeitem a vontade dos Advogados expressa em eleições democráticas.
Com as cordiais saudações do
Colega ao dispor
A. Marinho e Pinto

terça-feira, 16 de novembro de 2010

A fuga das galinhas - de Joana Amaral Dias



Um gestor vale mais do que quem salva vidas e cria (vários tipos) de riqueza como um médico ou um cientista?
Qual é o dom especial que possuem para que ganhem muito mais que todos os outros?

Não se sabe.

Mas essa ignorância não altera os rendimentos.

Mesmo que os resultados empresariais derivem de uma extensa cadeia. Mesmo que todas as empresas devam ter um papel social. Pois é.

Os nossos trabalhadores são dos mais mal pagos da Europa, mas os gestores são dos mais bem pagos.

Um gestor alemão recebe dez vezes mais que o trabalhador com o salário mais baixo na sua empresa.
O britânico 14. O português 32.

Mas, segundo um estudo da Mckinsey, Portugal tem dos piores gestores.

Logo, quando se fala em reduzir direitos e salários, a quem nos devemos referir?

Lógico? Não. Dizem que os bons gestores escasseiam e é necessário recompensá-los. Senão, fogem do país.

Ok. Então, é simples. Se são assim tão poucos, ide. Não serão significativos na crescente percentagem de fuga dos cérebros que estavam desempregados/explorados. Depois, contratem-se gestores alemães ou ingleses. Por lá, não rareia tanto a qualidade. Estão habituados a discutir não só ordenados mínimos como ordenados máximos. E sempre são mais baratinhos.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Realizou-se nas instalações da Junta de Freguesia, sita na Rua de Marco Cabaço (na rua do Mercado) no passado dia 29 de Outubro de 2010, pelas 21h15m uma Sessão Extraordinária da AF, para apreciação, discussão e votação da Moção de Censura apresentada pelos eleitos do PSD (Partido Social Democrata).

A Moção foi rejeitada com os votos contra dos eleitos do PS, BE e CDS. A favor da Moção estiveram os eleitos da CDU e do PSD.

Eu fiz a seguinte declaração de voto:

" Sr. Presidente, colegas membros da Assembelia:

Independentemente de acreditarmos ou não na divindade de Jesus Cristo, o que ninguém põe em causa é a sua postura como homem justo.

Aceite este postulado, recordo que, qunado perguntado sobre a justeza da delapidação da mulher adúltera, Jesus Cristo deu uma resposta peremptória: "Aquele que nunca pecou que lhe atire a primeira pedra!".

Trago isto à colação a propósito da Moção de Censura agendada para esta Sessão Extraordinária por iniciativa dos eleitos do PSD. E trago-a porque creio que a posição do Bloco de Esquerda em relação à melindrosa questão em causa, parece ter ficado clara e frontalmente expressa na Declaração de Voto apresentada após a votação que aprovou as contas relativas a 2009.

Na verdade, recordo que, na generalidade e embora com muito menos palavras, a mencionada Declaração inclui as observações críticas contidas nos considerandos da moção apresentada pelo PSD.

Não obstante esta concordância, tenho também de recordar que, na parte final da dita Declaração, realcei o "pecado" da Assembleia de Freguesia, tanto no mandato anterior como no presente, por nunca ter exigido a apresentação do termo de Contagem de Valores de Tesouraria. (E a mim própria me incluo nos "pecadores").

Em conclusão: par aprovar uma Moção de Censura ao Executivo ou ao seu Presidente, teria de, em nome da justa coerência, de aprovar idêntica moção à Assembleia de Freguesia - figura que não existe no regimento.

ASssin senso, o Bloco de Esquerda (por mim representado) votará contra a Moção apresentada. "

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Faz hoje 1 ano que tomaram posse os eleitos da Charneca de Caparica



Faz hoje 1 ano que tomei posse como membro da Assembleia de Freguesia:
http://charnecabloco.blogspot.com/2009/11/tomada-de-posse-dos-orgaos-autarquicos.html
em breve apresentarei o balanço do trabalho efectuado.

Stress Pós-Guerra : hoje na Junta de Freguesia reunião de apoio e esclarecimento

Hoje pelas 21h nas instalações da Junta de Freguesia da Charneca de Caparica realiza-se uma sessão de esclarecimento a vítimas do stress pós-guerra (ex-militares, familiares e amigos).

Almada representada ao mais alto nível

Desporto


Com apenas 15 anos Miguel Oliveira, piloto da Charneca de Caparica, vai participar no Campeonato do Mundo de Motociclismo.Com apenas 15 anos, Miguel Oliveira confirmou que vai participar, já em 2011, no Campeonato do Mundo de Motociclismo, categoria de 125cc.

O piloto da Charneca de Caparica tem duas hipóteses em aberto: pode manter-se com a Andalucía Cajasol, equipa que representa no Campeonato Espanhol de Velocidade (CEV) e que alinha no Mundial, ou alinhar pelo Team Aspar, tradicionalmente uma das formações mais fortes da categoria.

Ser o primeiro português a participar, de forma regular, no Mundial de Motociclismo deixa Miguel Oliveira bastante satisfeito, uma vez que é “o alcançar de um dos objectivos traçados no início da carreira”.

Outubro foi um mês com excelentes recordações para o jovem piloto almadense, com a conquista do vice-campeonato da Europa, no circuito de Albacete (Espanha).

Ainda no país vizinho, Miguel Oliveira ocupa a 3ª posição (12 pontos de atraso para o líder) no competitivo CEV, quando faltam apenas disputar duas corridas para o final da temporada.

04/11/2010

http://www.m-almada.pt/xportal/xmain?xpid=cmav2&xpgid=noticias_detalhe&noticia_detalhe_qry=BOUI=41256833&noticia_titulo_qry=BOUI=41256833